Vídeo: mãe de editor da Globo esfaqueado sonhou 2 dias antes do crime.

Mãe do jornalista Gabriel Luiz, editor da TV Globo Brasília esfaqueado na última quinta-feira (14/4), a empresária Cacia Attias afirmou, neste sábado (16/4), que sonhou com um anjo com a asa ferida dois dias antes do crime ocorrido no Sudoeste. As informações são do Metrópoles.

“Dois dias antes de acontecer, eu tinha sonhado que um anjo tinha caído na minha varanda com a asa ferida e eu queria ajudar esse anjo a voltar a voar. Foi um sonho muito real, mas na hora a gente não sabe o que significa”, disse.

Moradora do Canadá, Cacia passava alguns dias em Natal, no Rio Grande do Norte, e estava com passagem marcada para retornar ao país no dia 14, justamente a data do crime brutal. Ela conseguiu um voo para Brasília na noite de sexta-feira (15/4).

Contudo, ela contou que decidiu alterar a data da passagem, antes de tomar conhecimento do esfaqueamento, para poder ficar mais tempo no Brasil e conseguir aproveitar o filho.

“Meu voo estava marcado para o Canadá e aí, a gente não sabe como explicar isso, eu havia mudado a data para que eles pudessem chegar para ficar mais um tempo comigo. Eu nunca pensava que fosse passar por uma situação assim”, continuou.

Quadro estável

Cacia também tranquilizou sobre o quadro de saúde de Gabriel Luiz, que tem respondido bem ao tratamento recebido no Hospital Brasília, unidade particular do Lago Sul onde está internado na unidade de terapia intensiva (UTI).

“Ele está respondendo a tudo o que os médicos estão fazendo para ajudá-lo e ele segue com a recuperação. A gente segue daqui confiante, porque ele já está falando um pouquinho. Queria deixar meus agradecimentos. Se não fosse o atendimento do Hospital de Base, se não fosse o pessoal dos bombeiros ter socorrido imediatamente, ele não estaria aqui agora. Queria que todos continuassem orando”, emocionou-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.