Sexo fora do casamento pode ser motivo para ser preso na Copa do Mundo no Catar

Pessoas que forem ao Catar para acompanhar a Copa do Mundo, podem pegar sete anos de prisão por fazer sexo fora do casamento, segundo jornal local. A prática no país é ilegal.

“O sexo está muito fora do menu, a menos que você venha como marido e mulher. Definitivamente não haverá encontros de uma noite neste torneio”, disse uma fonte policial local.

Além disso, o evento mundial de futebol não terá festas e bebedeiras após os jogos, pois são leis locais. “Na verdade, não haverá festa nenhuma. Todos precisam manter a cabeça sobre eles, a menos que queiram correr o risco de ficar presos na prisão. A cultura da bebida e da festa após os jogos, que é a norma na maioria dos lugares, é estritamente proibida”, disse o policial.

Em relação ao público LGBTQIA+, o presidente da organização do evento, Nasser Al-Khater, afirmou que demonstrações de carinho são mal vistas tanto para o público homossexual, como para os héteros.

“Eles virão ao Qatar como torcedores e participantes de um torneio de futebol e poderão fazer o que qualquer outro ser humano faria. As demonstrações de afeto são desaprovadas e isso se aplica a todos” afirmou Nasser Al-Khater.

A comissão organizadora do evento pediu que os torcedores respeitem a cultura do Catar. O país vai respeitar os torcedores dentro da lei, e pede que façam da mesma forma.

As informações são do Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.