Protesto em Natal pede justiça por morte de três ciclistas atropelados na BR-406

Um protesto realizado neste domingo (24) em Natal pede justiça pela morte de três ciclistas que foram atropelados na BR-406, em Guamaré, no último dia 18. O ato reuniu cerca de 400 ciclistas que também pediam mais segurança no trânsito.

Entre os manifestantes estava dona Neusa Maria, tia de Odair José da Rocha, de 43 anos – uma das vítimas do atropelamento que matou três pessoas em Guamaré. “Nós estamos aqui porque queremos justiça. Esse crime não pode ficar impune”, disse Neusa.

Os manifestantes se reuniram por volta das 15h na Praça Pedro Velho e foram pedalando até Ponta Negra.

Odair trabalhava como operador de máquina escavadeira, era casado há 21 anos e tinha quatro filhos. Além de Odair, outras duas pessoas morreram no acidente: Renato José Malaquias e Carlos Eduardo dos Santos, de 63 anos.

Para o presidente da Associação dos Ciclistas do RN, Fabiano Silva, é preciso reforçar a fiscalização para ajudar a evitar acidentes. “Criação de acostamento, sinalização vertical, limpeza de rodovias e principalmente a fiscalização eletrônica e humana. Essa fiscalização precisa acontecer diuturnamente. Porque ela não só salva vidas de ciclistas, salva vida também de motoristas. O que aconteceu com os ciclistas é um reflexo do que vem acontecendo entre os próprios motoristas aqui na região metropolitana e em todo o estado. A violência do trânsito está muito séria no Rio Grande do Norte”, afirmou.

Com esse protesto, de uma forma geral, a ideia é reduzir mortes no trânsito. Todos nós somos o trânsito: pedestre, ciclista, motociclista, condutor de veículo. Estamos próximos ao maio amarelo e nosso objetivo é fazer uma campanha pra redução de mortes no trânsito, que é uma verdadeira epidemia. Muita gente morre no trânsito”, afirmou o empresário Ronald Vittal, que também participava do ato.

Fonte: g1 RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.