Nadadora potiguar Joana Neves ganha bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

A nadadora potiguar Joana Neves levou a medalha de bronze no revezamento 4x50m misto livre nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Daniel Dias, Patrícia Pereira e Talisson Glock foram os outros brasileiros que participaram da prova nesta quinta-feira 26.

Joana tem acondroplasia (nanismo). Começou a praticar natação aos 10 anos por recomendação médica e, aos 13, passou a competir. Já aos 14, participou da primeira competição internacional. Ao longo da carreira, coleciona medalhas como a prata nos 50m borboleta e bronze nos 50m livre no Mundial de Londres 2019; ouro nos 50m livre, 100m livre, 50m borboleta e nos 200m livre, prata nos 200m medley e bronze no revezamento 4x100m livre nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019; prata nos 50m livre no Mundial do México, em 2017; duas medalhas de prata e uma de bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016; cinco medalhas de ouro nos Jogos Parapan-Americanos Toronto 2015; dois ouros e um bronze no Mundial de Glasgow 2015; três bronzes no Mundial de Montreal 2013; um bronze nos Jogos Paralímpicos Londres 2012; quatro ouros nos Jogos Parapan-Americanos Guadalajara 2011; uma prata e um bronze no Mundial da Holanda 2010.

Joana foi escolhida como a melhor nadadora paralímpica da década de 2011 a 2020 no Troféu Best Swimming. “Concorri com grandes nomes. Foi uma surpresa. Não esperava mesmo receber esse troféu. Fiquei com mais de 50% dos votos de um júri tão especializado também foi demais”, comentou a dona de agora cinco medalhas Paralímpicas, o novo bronze em Tóquio, outro bronze em Londres, além de duas pratas e um bronze no Rio de Janeiro. Além dessas conquistas em Jogos Paralímpicos, ela brilhou com nove medalhas em quatro Mundiais entre os anos de 2013 e 2019 (dois ouros, duas pratas e cinco bronzes).

Globo esporte rn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.