Frente Parlamentar distribui absorventes para mulheres em vulnerabilidade Social em Natal

A Frente Parlamentar da Mulher, da Câmara Municipal de Natal, inciou nesta quarta-feira (20) a distribuição de absorventes higiênicos adquiridos na campanha de arrecadação desse material realizada durante todo o mês de março para ajudar adolescentes e mulheres em vulnerabilidade social da cidade. A entrega ocorreu na Ocupação Palmares, no bairro das Rocas, zona Leste, beneficiando cerca de 70 mulheres.

De acordo com a presidente da Frente, vereadora Divaneide Basílio (PT), a iniciativa está agregada às ações do mês no qual é celebrado o Dia Internacional da Mulher. “Fizemos o mês de março tratando o tema da dignidade como eixo e entendemos que a solidariedade precisa estar em sintonia com o direito da mulher. Conseguimos arrecadar mais de 500 unidades e estamos fazendo essa entrega onde se encontra uma população de grande vulnerabilidade”, declarou

A campanha recebeu doações de servidores da Câmara, mas também do público externo. “Começamos pela Ocupação Palmares, mas vamos levar aos quatro cantos da cidade, fazendo a entrega às mulheres em vulnerabilidade. Apesar de ser uma atividade do mês de março, planejamos manter como uma ação permanente”, explicou a vereadora Júlia Arruda (PCdoB).

Com isso, a ideia da ação não se restringe a essa primeira entrega. “É uma atividade da Frente que está sendo implementada e que será sistemática porque entendemos a importância dessa ação, que parece simples mas é fundamental, porque as adolescentes perdem cerca de 40 dias letivos de aulas por causa desse problema da falta de absorventes, além de outras mulheres que utilizam tecidos e outros materiais, se expondo ao risco de doenças e infecções”, completou a vereadora Nina Souza (PDT).

O trabalho da Câmara neste sentido também resultou na aprovação da lei municipal que promove a distribuição de absorventes higiênicos para pessoas em situação de vulnerabilidade econômica. “Essa lei de nossa autoria foi aprovada no ano passado e também conquistamos recursos no orçamento e no Plano Plurianual para garantir que a Secretaria de Saúde adquira esses materiais e faça a distribuição nas unidades de saúde para termos de fato a efetivação dessa lei”, pontuou a vereadora Brisa Bracchi (PT), autora da lei.

Para a coordenadora do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), Bianca Soares, a iniciativa da Frente Parlamentar se destaca por atender um público que já sofre com outras vulnerabilidades, além de por em discussão a questão da segurança menstrual. “Muito importante a ação porque a segurança menstrual ainda é tabu e pouco se discute, não dando visibilidade pelo constrangimento de falar, mas muitas mulheres não têm acesso a um simples absorvente, que custa caro. Uma ação como essa vem pra tentar mudar essa realidade”, avaliou.

Fonte: Agora/RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.