Encontro reúne coordenadores de Centros Especializados em Reabilitação no ISD, em Macaíba

Após dois anos de suspensão em virtude do período mais crítico da pandemia de Covid-19, os encontros mensais promovidos pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) através da Rede da Pessoa com Deficiência no Rio Grande do Norte com os coordenadores dos Centros Especializados em Reabilitação (CER) potiguares foram retomados. Nesta quarta-feira, 27, o primeiro encontro de 2022 reuniu cerca de 30 profissionais no Centro de Educação de Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (Anita), uma das unidades do Instituto Santos Dumont (ISD), em Macaíba.

“O ISD acolhe com alegria cada um dos profissionais que atua na Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência no Rio Grande do Norte. Nós estávamos ansiosos para a retomada desses encontros mensais que são de suma importância para o aprimoramento das ações voltadas a essa parcela da população no Estado”, ressaltou Lilian Lira Lisboa, preceptora fisioterapeuta e gerente do Anita, durante o acolhimento dos participantes.

No conteúdo programático do Encontro, ocorreu o lançamento do Guia Informativo dos Centros Especializados em Reabilitação (CER) da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência do Rio Grande do Norte; a apresentação do Método Canguru no Estado; o detalhamento da prática centrada na família como modelo de prestação de serviço em saúde: um caminho para sustentabilidade e alta qualificada de reabilitação; a apresentação do curso: ‘Educação permanente na atenção ao Transtorno do Espectro do Autismo e deficiência Intelectual: Uma necessidade para a integralidade do cuidado no SUS; a organização do fluxo para referência e contrarreferência de pacientes com suspeita de implante coclear; o detalhamento da proposta do curso de capacitação em reabilitação auditiva e das ações do plano de ação da oficina de qualificação da rede da pessoa com deficiência promovida nos dias 10 e 11 de novembro de 2021.

“Esses encontros ocorriam de forma continuada desde 2016 até o início da pandemia, quando foram suspensos. Estamos alegres em retomá-los aqui no ISD. Recebemos, neste primeiro encontro de 2022, os coordenadores e alguns profissionais de saúde que atuam nos Centros Especializados em Reabilitação espalhados nas 8 Unidades Regionais de Saúde Pública potiguares, além de médicos da rede de apoio que atuam no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). Em outros momentos, também convidamos gestores de saúde e profissionais que atuam nas maternidades, por exemplo”, destacou Marilene Soares, coordenadora da Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência no Rio Grande do Norte.

Conforme Camila Simão, coordenadora do Centro Especializado em Reabilitação do Instituto Santos Dumont (CER ISD), a reunião com os demais representantes é importante para alinhar protocolos de atendimento, ouvir e discutir ideias exitosas e mitigar os vazios assistenciais para as pessoas com deficiência nos municípios potiguares. Para este ano, o foco é traçar estratégias para o trabalho centrado na família das pessoas com deficiência, além delas próprias. “A discussão sobre a forma de prestação de serviço nos centros em Reabilitação é necessária para a sustentabilidade do serviço de reabilitação e para processos de alta qualificada. O modelo Centrado na Família inserir a família como parceira na prática colaborativa

“Estamos tentando trazer como uma prática para a alta qualificada e fortalecimento da rede, o cuidado centrado na família. Existem três pilares para isso: o modelo biopsicossocial, a prática colaborativa e a prática centrada na família. É um novo processo de prestação de serviço cuja rede precisa ser instrumentalizada. A alta qualificada deve ser pensada para a inserção social”, ressalta Camila Simão, coordenadora do CER ISD.

Instituto Santos Dumont (ISD) – Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.