EAJ sedia final do III Simpósio Potiguar de Zootecnia

O III Simpósio Potiguar de Zootecnia contou com a programação na Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN) e na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). O evento ocorreu nos dias 11, 12 e 13 com apresentações de grandes nomes da zootecnia, sobre temas relevantes para profissionais e estudantes da área. O primeiro dia foi realizado na UFERSA, em Mossoró, o segundo nas duas universidades com uma programação própria, e o terceiro e último dia efetuado hoje (13), foi exclusivo na EAJ.

O simpósio possui diversos objetivos, entre eles: integrar os profissionais da área de zootecnia no Rio Grande do Norte; motivar e orientar os alunos do curso de Zootecnia da graduação e pós-graduação para importância da inserção do zootecnista no setor produtivo; realizar a discussão de assuntos relevantes à criação de estruturas organizacionais para melhor representação da classe no Estado e a divulgação do curso para sociedade através de apresentações temáticas.

Após dois anos de interrupção da cerimônia, devido a pandemia do novo coronavírus, o evento retornou e dessa vez com uma participação direta da EAJ. O professor Evaldi Lima, coordenador do curso de Zootecnia e membro da comissão de organização do simpósio, comenta a importância do fato. “É com grande alegria que retomamos com esse evento de forma presencial, é muito bom rever todos os profissionais, interagir e fazer com que haja essa qualificação profissional dos atuais e futuros zootecnistas”, destacou.

A programação contou com a participação do zootecnista Eduardo Magalhães, com a palestra “O Papel do Zootecnista na Gestão da Qualidade e Segurança do Alimento na Indústria Alimentícia”; com o zootecnista Fábio Holder abordando sobre “Consultoria Zootécnica: Seus Desafios e Oportunidades” e do engenheiro agrônomo Alex Maia com o tema “É Possível para o Zootecnista Desenvolver Inovação Associada ao Bem Estar Animal, Sustentabilidade e Desempenho Produtivo?”.

Durante o segundo dia do III Simpósio Potiguar Zootecnista foi ofertado cinco minicursos na Escola Agrícola de Jundiaí, com uma carga horária de 4 e 8 horas pela manhã e tarde, sendo eles: “Alimentação natural para cães e gatos saudáveis” ministrada pela médica veterinária, mestre e doutora em Zootecnia Ana Gabriela Pombo Celles Cordeiro; “Compost Barn na Prática” conduzido pelo zootecnista José Sidnei Bezerra Lima.

Além de outros minicursos como, “Processo de ensilagem e sua utilização na nutrição de ruminantes” com os palestrantes zootecnistas Filipe floquet de Lima, Nathália Rafaela Fidelis Campos e Victor Henneg Campelo de Lima; “Bem-Estar Animal e Conforto Térmico na Pecuária” com o zootecnista Nivaldo Karvatte e por último “Aplicação de ferramentas do sensoriamento remoto na avaliação produtiva da pastagem” ministrado pelo zootecnista, Leonardo Fiusa de Morais.

O III Simpósio Potiguar de Zootecnia teve as atividades encerradas hoje (13), no dia do zootecnista, na Escola Agrícola. O encerramento contou com a presença do diretor da EAJ, Max Lacerda; do presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Raimundo Barreto; do coordenador do curso de Zootecnia e organizador do evento, Valdir Lima; da professora Dra. Janete Gouveia; e pela representante dos estudantes e aluna do curso de Zootecnia, Ana Luíza Viegas.

EAJ/UFRN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.