Com mudanças provocadas por pandemia, Arquidiocese de Natal celebra padroeira da cidade

Em ano de pandemia, não tinha a multidão de fiéis que sempre acompanha logo cedo o início das celebrações no dia de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira de Natal. Pouco depois das 5h deste sábado (21), na sede do 3º distrito naval no bairro de Santos Reis, a primeira missa do dia aconteceu sem a participação do público, mas foi transmitida pela internet e pelo rádio.

Havia apenas a equipe da Arquidiocese de Natal e alguns militares da marinha. A celebração foi presidida pelo arcebispo metropolitano Dom Jaime Vieira Rocha, às margens do rio Potengi.

Às 7h, a imagem da padroeira de Natal seguiu na tradicional procissão marítima até a Capitania dos Portos. Ela foi levada sobre as águas do rio Potengi, assim como em 1753, quando foi encontrada por pescadores na região da Pedra do Rosário e depois proclamada padroeira de Natal.

A embarcação levou a santa, lembrando a mensagem que estava escrita quando Apresentação foi encontrada: “Aonde esta imagem chegar, nenhuma desgraça acontecerá”. Um ritual que se repete todos os anos, renovando a fé dos devotos.

Passava das 8h, quando o andor chegou à antiga catedral, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, na praça André de Albuquerque, na Cidade Alta. Os fieis saudaram a padroeira com louvores, acenos e fogos de artifício.

Do lado de dentro, apenas 30% da capacidade de 300 lugares da igreja pode ser ocupada. Os fieis conseguiram o lugar por ordem de chegada. Outras 100 cadeiras foram colocadas na calçada, para aqueles que chegaram depois. O distanciamento precisou ser seguido e o uso de máscara era obrigatório. A cantora Alzeny Nelo e o músico Carlinhos Zens emocionaram o público com o momento de louvor.

“Vivemos um tempo bastante diferente e que devemos nos deixar interpelar e estarmos mais abertos e atentos ao que o Senhor nos quer falar. Tiremos todos os sons deste momento e procuremos fazer o que estiver ao nosso alcance, para que a humanidade se regenere. Todos nós temos que assumir este compromisso: não podemos ser os mesmos depois desta pandemia” disse o Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha.

Dona Janete Rodrigues, devota de Nossa Senhora da Apresentação, fez questão de ir, em agradecimento por uma graça recebida na família.

“Eu tenho meu neto, João Guilherme, que nasceu com 1,5 kg. Hoje, ele vai fazer 3 anos, em 26 de dezembro, sem nenhuma sequela. Quando eu vi na maternidade, eu achei que ele não ia sobreviver. Graças a Deus, ele é saudável, sabido, corre e entende tudo. Uma benção de Nossa Senhora da Apresentação e Jesus Cristo”, conta a aposentada.

O aposentado Nailton Souza, de 82 anos, rogou a Nossa Senhora da Apresentação que esse ano tão difícil seja logo superado, para que os brasileiros tenham dias melhores daqui pra frente, sempre com muita fé.

“Que ela traga paz ao mundo, ao Brasil! E que essa Covid acabe, pelo amor de Deus. Porque, quem é da minha idade, grupo de risco, temos medo até de sair nas ruas. Então, eu vim aqui pedir que Nossa Senhora acabe com essa Covid” disse,

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *