SEMAPE busca organizar a suinocultura local e criar a 1ª associação de criadores

Na manhã desta quarta-feira (18), a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (SEMAPE) realizou uma reunião no Pax Club com os criadores locais de suínos, um momento histórico para o setor produtivo, conforme relata o secretário da pasta, Cícero Militão, que irá culminar na futura criação da 1ª Associação de Suinocultores de Macaíba.

Com o objetivo de organizar o setor produtivo tão importante para economia local e das famílias, a SEMAPE vem realizando uma série de visitas em todas as propriedades tanto na área urbana quanto na área rural.

Diante disso foi criado o Programa: “Aqui tem Suinocultura Legal” para acompanhar tecnicamente os criadores de modo a propiciar todo o acompanhamento desde a definição do local e montagem da pocilga, sanidade dos animais, alimentação, substituição das fossas negras por fossas com menos impacto ao meio ambiente, acompanhamento para o abate e comercialização dos animais e da carne na feira livre e no mercado da cidade, além de buscar as parcerias com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a aquisição da ração subsidiada.

A SEMAPE organizou uma série de recomendações que são pontos a serem seguidos para que o suinocultor possa fazer parte do programa. Isso garante a participação do mesmo, além de propiciar que a atividade estará sendo acompanhada, onde tantos os animais vivos quanto abatidos poderão ser comercializados com uma certeza maior de que essa carne tem uma procedência, tendo em vista que estará tendo em todo o processo desde o início da criação até o abate com a liberação da Guia de Trânsito Animal (GTA), o acompanhamento sistemático da SEMAPE e da Vigilância Sanitária.

Existe uma proibição da criação de animais em espaço urbano e é por isso, que a SEMAPE foi buscar o Promotoria do Meio Ambiente para construir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde os envolvidos assumem o cumprimento dos pontos para garantir a continuidade da atividade na propriedade.

A reunião de hoje contou com a presença de 12 criadores, que reivindicam a organização do setor, além do direito de continuar a criação fonte do sustento de suas famílias. Para isso, os suinocultores reafirmaram o compromisso de seguir as orientações da Secretaria, que visa com o Programa fixar no muro da residência uma placa com o texto: “Aqui tem suinocultura legal” contendo ainda os slogans da Prefeitura, da Secretaria e da Vigilância Sanitária local. Essa mesma placa estará fixada na barraca do feirante ou no box onde o acompanhado pela Secretaria vende a carne dos animais. Na parede da pocilga, será colocada uma ficha similar à colocada pelo Programa de Saúde da Família, onde serão anotadas todas as visitas e ações realizadas naquela pocilga.

Na reunião, também se tratou do acesso ao crédito através do CREDMAIS para propiciar a melhoria ou construção de pocilgas dentro do modelo orientado pela Secretaria. Essa linha de crédito possui vantagens interessantes que são as taxas de juros, o período de carência para começar a pagar e claro, o valor de até R$ 10 mil reais para investimento e até R$ 6 mil para custeio, permitindo assim melhorar a pocilga e a aquisição de equipamentos para fortalecer a atividade.

Fonte: Assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *