Áudio calunioso em grupo de WhatsApp gera condenação judicial no interior do RN

A 2ª Vara da Comarca de Macau  condenou o radialista Eduardo Carlos por divulgar conteúdo ofensivo contra Carla Alberta Gonzalez Lemos Loureiro em grupo de WhatsApp, fato considerado pela Justiça como calúnia e difamação. A pena aplicada é de dez meses e 18 dias de detenção, além de penas de multa de 13 dias, aplicadas individualmente para cada crime.

A autora, que apresentou queixa-crime perante o Ministério Público Estadual, informou que, no dia 17 de setembro de 2016, Eduardo Carlos divulgou um áudio de dois minutos e 46 segundos em grupo de WhatsApp, no qual criminaliza toda a sua família com palavras caluniosas e difamatórias.

O teor do áudio seria uma música com ofensas à família do então Prefeito de Macau Túlio Lemos, que é primo da vítima. A Família lemos é conhecida em Macau como “Família Teteo”, forma como foi citada na canção ofensiva.

Mais … blogdobarreto.com.br/audio-calunioso-em-grupo-de-whatsapp-gera-condenacao-judicial-no-interior-do-rn/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *