Caso das rachadinhas do senador Flávio Bolsonaro volta à tona com exumação do corpo do miliciano Adriano da Nóbrega

Adormecido na justiça, o caso das rachadinhas do senador Flávio Bolsonaro parece não ter resistido ao sono profundo depois divulgação do podcast ‘Uol Investiga: a vida secreta de Jair’, comandado pela jornalista Juliana Dal Piva e que levanta detalhes, com declarações de envolvidos, dos fatos que deram início ao esquema que teria sido montado pelo filho do presidente Bolsonaro.

O caso reabre com a exumação do corpo do miliciano Adriano da Nóbrega, nesta segunda-feira, para passar por novos exames periciais.

Adriano, que tinha ligações muito próximas com a família Bolsonaro e com o assessor dos Bolsonaro, Fabrício Queiroz, morreu em fevereiro do ano passado e tem o nome citado no esquema das rachadinhas.

Viúva de Adriano, Júlia Mello Latuf, que teve prisão preventiva decretada mas ficou foragida e teve a punição reduzida a prisão domiciliar, vem negociando delação premiada.

FONTE: thaisagalvao.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *