Devido ao novo reajuste da Petrobrás, motoboys protestam contra preço da gasolina em Natal

Um grupo de aproximadamente 200 motoboys protestou no fim da tarde desta quarta-feira (7) em Natal contra o preço da gasolina, que sofreu um novo aumento – na capital potiguar o preço chega a custar R$6,49.

A manifestação teve início na ponte Newton Navarro, que foi liberada por volta das 17h30. Na sequência, os entregadores seguiram até a Ponte de Igapó para dar continuidade ao protesto.

Até a última atualização desta matéria, às 18h39, o protesto seguia e o trânsito na Ponte de Igapó estava complicado.

Os manifestantes fizeram um ‘buzinaço’, que foi apoiado pelos veículos que passavam nas vias.

Um dos organizadores do ato, o entregador Matheus Silva diz que é praticamente impossível trabalhar com o atual valor do combustível.

“A gente tem que trabalhar para pagar nossas contas. Um motoqueiro não abastece menos de R$ 200 em uma semana. Tem posto aí que está cobrando R$ 6,70 pelo litro de gasolina e nossa taxa de entrega aqui para a zona Norte é R$ 2, R$ 3. Não existe isso. Está um absurdo”, reclamou.

O litro da gasolina comum chegou a R$ 6,49 nesta quarta na Região Metropolitana de Natal. O valor final do combustível teve um aumento de R$ 0,28 com relação ao valor cobrado anteriormente.

Antes mesmo do novo reajuste, o preço médio da gasolina comum vendida no Rio Grande do Norte já se encontrava como a terceira maior entre os estados do país, ficando atrás apenas do Acre e do Rio de Janeiro. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).Com informações do G1 RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *