Styvenson vota favorável ao Projeto que autoriza indústria veterinária a produzir vacinas contra covid-19

A produção de vacinas contra a covid-19 poderá receber o apoio de estruturas industriais destinadas à fabricação de produtos de uso veterinário. É o que determina o Projeto de Lei (PL) 1.343/2021, de autoria do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que está na pauta de votação desta quarta (23/6) no Senado.

O projeto autoriza, temporariamente, fábricas de produtos de uso veterinário a produzirem as vacinas, desde que cumpram todas as normas sanitárias e exigências de biossegurança próprias dos estabelecimentos destinados à produção de imunizantes humanos. 

“Temos utilizar todos os recursos que temos para combater esse vírus que já matou 500 mil brasileiros”, disse Styvenson.

Esse projeto já havia sido aprovado no Senado (abril) e, na semana passada (15/6), foi aprovado pela Câmara dos Deputados sob a forma de um substitutivo. Devido às alterações feitas pelos deputados federais, o texto voltará ao Senado para nova análise.

De acordo com o substitutivo aprovado na Câmara, esses laboratórios também poderão produzir o insumo farmacêutico ativo (IFA) e terão de cumprir exigências de biossegurança e normas sanitárias, além de realizar todo o processo de produção — até o armazenamento em dependências fisicamente separadas daquelas usadas para produtos de uso veterinário. Entretanto, se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar, o armazenamento poderá ocorrer na mesma área usada para as vacinas veterinárias, se for possível identificar e separar cada tipo de imunizante (animal e humano).

Segundo Fagundes, que é médico veterinário e relator da Comissão Temporária da Covid-19 no Senado, da qual o senador Styvenson é vice-presidente, será possível fabricar 200 milhões de doses por mês usando essas indústrias.

Fonte: Ascom com Agência Senado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *